Eu gosto de ouvir você dizendo que o seu dia não é o mesmo quando eu não passo por ele. Eu gosto quando você cuida bem de mim. Eu gosto quando você me escuta com atenção. Eu gosto quando você não demora pra me responder. Eu gosto quando você ignora todo o resto e centraliza só em mim. Eu gosto quando você faz planos e eu estou em todos eles. Eu gosto do teu nome combinando com o meu. Eu gosto de você brincando e soltando o riso bobo. Eu gosto de imaginar teu toque dando arrepios deliberados em meu corpo. Eu gosto quando você me procura. Eu gosto quando você insiste. Eu gosto da tua raivinha por ciumes bobos. Eu gosto da tua voz mansa e gosto até mesmo dela irritada. Eu gosto quando você abre a boca no mundo e cantarola querendo ser pássaro. Eu gosto de tudo que tem você no meio. Eu gosto de você na minha cama, entrelaçando nossos braços e pernas. Eu gosto de você me provocando. Eu gosto de você andando torto. Eu gosto de você piscando. Eu gosto de você falando. Eu gosto de você. Eu gosto de você, gosto de verdade.
Eu gosto, Docetos.  (via acerejais)
A melhor parte de um relacionamento que está começando é quando você começa a achar partes de você mesmo na outra pessoa. Você deita ao lado dele e conversa por horas sobre coisas importantes, coisas bobas, coisas idiotas, você diz todas as coisas loucas que aconteceram com você durante todo o dia e até da sua infância. No final, é disso que se trata. Não é sobre sexo, não é sobre força ou fraqueza, é sobre um ouvindo o outro falar por horas e horas, sobre qualquer coisa e o outro escuta porque é bom estar ali compartilhando esses momentos. Não importa se as coisas ditas são bobas, é apenas um momento que você não trocaria por nada.
Fernanda Marques (via relevou)
Mas dá um frio na barriga, um tremor, um medo de depender de alguém, de sofrer, de escolher errado, de lutar por algo que não vale a pena. Porque o coração nem sempre é mocinho. Foi por isso que corri, tentei fugir, mas quando tem que ser, não adianta, será.
Caio Fernando Abreu.   (via so-quotes)
Ela tem uma risada incrível. E sem querer ser um babaca, mas ela tem tudo pra ser perfeita. Mas não é, claro. Ela tem mil idiotices e chatices na bagagem. E ela tem medo de tudo. Tem um ar de menina independente, que não precisa de ninguém. Mas quando tá no escuro, ainda pede pra alguém abrir um pouquinho a porta e deixar a luz entrar. Ela tem vergonha até de ligar pra pizzaria pra pedir uma pizza, cara. Quem no mundo é assim? Mas ela é tão indiferente, que a minha diferença não afeta ela em nada. Eu acho que ela pode ser o mundo inteiro se ela quiser. E ela é teimosa. E guarda rancor na mala. Ela sabe perdoar, mas precisa de umas aulinhas de como esquecer. Quando ela desiste ou acha que sabe de tudo, não tem jeito. Meu Deus, que mania insuportável que ela tem de achar que pode burlar tudo o que mandam ela fazer. Porque ela nunca tá satisfeita com nada. Nadinha.
Robin and Stubb. (via tears-diamond)
Eu sei, sou um porre. É muito difícil me aturar. Eu sei que você não tem paciência, mas aguenta mais um pouco. Sei o drama e a confusão que sou, mas não desiste de me entender. Sei que dá vontade de me mandar embora, de me jogar em meios aos lobos, mas espere… Não faça isso, por favor! Se for para me jogar em algum lugar, que seja embaixo dos teus abraços e diga que apesar de tudo, eu sou inesquecível.
Jô Costa.  (via intercalado)
Ele sempre foi o tipo certo mais errado do mundo, e eu gostava disso. Gostava mesmo. Ele sempre foi quem eu deveria manter distância. Mas também foi o que me puxava pra perto. Ele sempre foi chuva, tempestade e até temporal. Mas eu sempre fui furacão. Ele sempre me dá vontade de desistir, e eu desisto até. Vou embora, bato pé e me recuso. Mas é que eu sempre preciso voltar. E ele é difícil. É todo meu oposto, todo meu contrário. Nós não fomos feitos pra ficarmos juntos. Mas é que não servimos pra ficar separados. Ele é x e eu sou y. Na conta não tem solução, na prática muito menos.
– Robin and Stubb (via i-want-to-be-wallflower)
Mesmo que a gente dê errado, mesmo que a gente não seja certo um pro outro. É a minha bagunça que tu curte, são tuas complicações que eu gosto. Não dá pra entender, mas é isso que a gente é.
Robin and Stubb (via overdose-de-textos)
Todo dia quando acordava, a primeira coisa que ela fazia era ficar me olhando dormir. Ela adorava isso, poderia passar horas ali olhando para aquela pessoa que a fazia tão bem, que a fazia. Então quando eu acordava não muito tempo depois, logo sentia aqueles olhos castanhos em cima dos meus, eram como se eles dissessem “que sorte por ter você aqui pra cuidar de mim”, e eu respondia de volta com um beijo e logo dizia baixinho para ela “eu sempre vou estar aqui com você ” e ela sorria, então eu é que tinha muita sorte.
O Pequeno Bob. (via c-onjugar)
E de repente a gente ri. Ri muito, sorri muito, se sente a pessoa mais feliz do mundo. E de repente aquilo faz a gente bem, faz a gente melhor.
– João Pedro Bueno  (via alinhou)
theme by hallsly